Banner Gov Estado 50 Anos da Embasa
Em cima da hora:
Enchente atinge bananais em três cidades do Vale do Ribeira, SP
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • Senado aprova projeto de multa para empresas que pagarem salários diferentes para homens e mulheres


    Senado aprova projeto de multa para empresas que pagarem salários diferentes para homens e mulheres
    Crédito: iStock

    A discriminação salarial contra as mulheres é um assunto amplamente comentado e trazido pelo movimento feminista. A pauta chegou ao Congresso, e o Senado acaba de aprovar um projeto que, de fato, pune as empresas com multa, caso remunerem as mulheres com salário inferior aos homens para a mesma função. O projeto, no entanto, ainda segue para sanção presidencial.


    A desigualdade salarial entre homens e mulheres não é um problema somente no Brasil, mas também no mundo. O Fórum Econômico Mundial de 2017 chegou à conclusão de que, caso as mudanças não acelerem, a diferença econômica entre os gêneros pode ainda durar dois séculos. O estudo avaliou que os homens ainda têm salários superiores ao das mulheres e ainda teríamos muita luta para a chegada da igualdade salarial.


    O motivo para tamanha desigualdade é atribuído à discriminação. Outro problema é a responsabilidade deixada para as mulheres quanto ao cuidado da casa e dos filhos. Com isso, sua jornada de trabalho, muitas vezes, tem de ser reduzida, e as mulheres acabam perdendo oportunidades de trabalho. Muitas empresas também discriminam mulheres com filhos, com o intuito de não pagar benefícios como a licença-maternidade.

    Pelas razões levantadas, é essencial que haja políticas públicas para combater a desigualdade salarial e de gênero no trabalho. Muitos dos governos europeus já incluíram regras que obrigam empresas a divulgar as diferenças salariais, o que causa incômodo para quem tem acesso à lista. E, com isso, as empresas se sentem pressionadas a igualar os salários para as mesmas funções.


    A desigualdade de gênero também aparece nas funções desempenhadas por homens e mulheres. Os homens acabam se desenvolvendo mais em carreiras na área de exatas, e muitas das funções têm salários mais altos. É importante que haja incentivo para que as mulheres ocupem todas as áreas profissionais. Há muitas mulheres, por exemplo, fazendo agora faculdade de contabilidade e que irão entrar no mercado de trabalho em breve e esperam que a lei esteja em vigor, para que as empresas paguem o mesmo pelo seu trabalho.


    A mudança é lenta, mas é importante que aconteça. Iniciativas do governo em levar adiante políticas públicas se fazem necessárias, para que as empresas não discriminem. É importante também que os homens abram espaço para as mulheres, como, por exemplo, colaborando igualmente nos afazeres de casa e no cuidado com os filhos. Assim, todos podem se dar bem no mercado de trabalho e colaborar com uma sociedade mais igualitária.



Publicidade
Anuncie Aqui!
Tinga
Banner Gov Estado 50 Anos da Embasa
Banner fogos 2021
Radiador
Contador
banner Terreno João Filho 2
Banner - Gordo Auto Peças
Banner fogos Aladim
Auto Peças Brasil
Excel Radiador
Banner prefeitura / Trabalho Infantil
Loja Langedary
Auto escola
Vacina Sim
Lanche
Banner Grafica
Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Eventos