Banner-Governo do estado Covid Final de Ano
Contador
Em cima da hora:
UPE abre inscrições para cursos de idiomas e informática nesta segunda
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • Covid-19: Primeiras doses da vacina Coronavac em Feira de Santana são aplicadas em enfermeiras do Hospital Clériston Andrade


    19.01.2021 12h31m
    Recomendar
    Covid-19: Primeiras doses da vacina Coronavac em Feira de Santana são aplicadas em enfermeiras do Hospital Clériston Andrade
    Foto Divulgação

    As primeiras doses da vacina Coronavac, em Feira de Santana, foram aplicadas na manhã desta terça-feira (19-01-2021), em duas enfermeiras que fazem parte da linha de frente do combate ao coronavírus no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA. Laíse Bastos (33) e Raiane Pereira (30), atuam nas UTIs Covid do HGCA.

    De acordo com a direção do hospital, a prioridade é vacinar inicialmente os profissionais que trabalham diretamente com pacientes com o vírus. “Estamos com 38 pacientes internados nas unidades de covid 19 no Clériston Andrade. Imunizar nossos funcionários será uma grande vitória, para continuarmos nesta guerra contra a Covid”, comemorou Dr. José Carlos de Carvalho Pitangueira, diretor-geral do HGCA.

    O coordenador do Núcleo Regional de Saúde, Edy Gomes, participou do ato e como enfermeiro aplicou a primeira dose da vacina na enfermaria Laíse Bastos. Ele informou que 13.200 doses chegaram nesta manhã em Feira de Santana. Prioritariamente serão aplicadas nos profissionais que assistem diretamente às vítimas do coronavírus, idosos institucionalizados e indígenas, conforme preconizou o Ministério da Saúde.

    Ascom HGCA 



  • Ossada humana encontrada na Rio de Janeiro


    19.01.2021 12h28m
    Recomendar
    Ossada humana encontrada na Rio de Janeiro
    Foto Gleidson Santos

    Na tarde de segunda-feira (18-01-2021), uma ossada humana foi encontrada em um terreno baldio, localizado na Avenida Rio de Janeiro, nas proximidades da altura do KM 7 da BR-324, em Feira de Santana.


    Segundo a perícia técnica, a área onde os restos mortais foram encontrados teve a vegetação queimada. Policiais da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), sob o comando da delegada Claudia Pulgliesse, compareceram ao local e realizaram o levantamento dos restos mortais e encaminhou para o Departamento de Polícia Técnica (DPT).



  • Cipe Central apreende fuzil e submetralhadora em Jequié


    18.01.2021 13h56m
    Recomendar
    Cipe Central apreende fuzil e submetralhadora em Jequié
    Foto Divulgação

    Guarnições da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Central apreenderam fuzil e submetralhadora, na cidade de Jequié. O flagrante ocorreu, no sábado (16-01-2021), durante patrulha rural.

    Os militares realizavam incursões na localidade conhecida como Inferninho, no bairro de Alto da Bela Vista, quando encontraram homens armados. Houve confronto, parte do grupo escapou, mas um traficante de 20 anos foi alcançado.

    No local, os PMs encontraram um fuzil calibre 7,62, uma submetrahadora calibre 9mm, carregadores, munições, porções de maconha, cocaína e crack, além de um celular e 200 reais.



  • 22ª CIPM encontra 5 mil porções de drogas e granada enterradas


    18.01.2021 13h55m
    Recomendar
    22ª CIPM encontra 5 mil porções de drogas e granada enterradas
    Foto Divulgação

    Uma perseguição a integrantes de uma facção acabou com 5 mil porções de drogas e uma granada localizadas enterradas, na cidade de Simões Filho. Flagrante da 22ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) ocorreu, na manhã deste domingo (17-01-2021).

    Os militares do Pelotão de Emprego Tático Operacional (Peto) receberam uma denúncia sobre traficantes, na localidade Recanto do Sol. Durante incursão houve confronto e os criminosos conseguiram escapar.

    Percebendo uma parte do solo remexida, os PMs decidiram escavar o local. Enterrados foram localizados uma granada, três mil pinos e sete tabletes de cocaína, 1.820 buchas e 43 tabletes de maconha, um quilo de crack, 17 mil embalagens plásticas, um adaptador para pistola e quatro balanças.

    O material foi apresentado na 22ª Delegacia Territorial (DT) de Simões Filho.



  • Fique Informado: Entenda as mudanças com a Lei de Proteção de Dados em vigor

    Lei aprovada em 2018 propõe medidas de segurança para os dados da população brasileira
    18.01.2021 13h38m
    Recomendar
    Fique Informado: Entenda as mudanças com a Lei de Proteção de Dados em vigor
    Foto Divulgação

    Todas as empresas brasileiras que trabalham com dados pessoais devem estar atentas para o novo prazo da Lei de Proteção de Dados entrar em vigor no país. Aprovada em agosto de 2018, a LGPD já teve a data de implementação adiada algumas vezes. A mais recente estipulou que todas as empresas devem estar de acordo a partir de 2021.

    Nos últimos anos o assunto vem sendo tratado não apenas dentro das empresas, como também nas aulas da faculdade de direito e administração. Afinal, atualmente, os dados pessoais podem ser o principal ativo de uma empresa e devem ser tratados de forma a defender a autonomia dos clientes.

    Entenda o que muda

    Na prática, a LGPD interfere nos acordos que são firmados entre as empresas e seus clientes, principalmente no que diz respeito aos seus dados pessoais. Qualquer ação feita na internet, por exemplo, já é o suficiente para alimentar os bancos de dados das empresas com as informações de navegação. As marcas já vinham armazenando e analisando essas informações, mas, com a nova legislação brasileira, é essencial que as empresas busquem o máximo de transparência.

    Com isso, todas as pessoas serão afetadas com a LGPD, o que poderá trazer mais segurança para os consumidores. Entretanto, a lei não deverá ser aplicada em algumas situações, como para fins jornalísticos, de segurança pública, da defesa nacional, não econômicos, entre outras ocasiões.

    Todas as empresas estão sujeitas à nova lei

    Com as diversas alterações na data para implementação da Lei de Proteção de Dados, fica subentendido que todas as empresas tiveram o tempo necessário para se inteirar do que deve ser feito. Sendo assim, quem não estiver de acordo com as novas regras poderá ser penalizado.

    No entanto, vale lembrar que esta lei possui uma linha de responsabilidade solidária. Ou seja, empresas poderão ser responsabilizadas caso parceiros comerciais ou fornecedores não estejam adequados às mudanças propostas. Sendo assim, a contratação de empresas que não estejam em conformidade com a lei pode gerar grandes prejuízos para todas as partes.

    Essa medida já é realizada em outras partes do mundo, como na Europa, onde o debate sobre a proteção de dados já está bastante avançado e uma lei regulamentada em 2018 propõe o mesmo procedimento, penalizando empresas que contribuem com quem não está de acordo com a lei.



  • Jovem é assassinado no Sobradinho


    18.01.2021 13h36m
    Recomendar
    Jovem é assassinado no Sobradinho
    Foto Divulgação

    Ricardo Almeida Torres, 23 anos foi assassinado com vários tiros no final da tarde de domingo (17-01-2021), por volta das 17h40, no bairro Sobradinho, em Feira de Santana.

    Segundo informações, Ricardo estava na rua Juventino Pitombo quando foi atingido com vários disparos em diversas partes do corpo. Não resistiu e morreu no local.

    Investigadores do Serviço de Investigação da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), sob o comando da delegada Daniele Matias compareceram ao local do crime onde realizaram o levantamento cadavérico e iniciaram as primeiras investigações.


    O corpo de Ricardo foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) e feito a necropsia.
     



  • Homem é assassinado no Caseb com vários tiros


    18.01.2021 13h31m
    Recomendar
    Homem é assassinado no Caseb com vários tiros
    Foto Divulgação

    João Victor dos Santos Souza, 20 anos, que residia na Rua Calamar, bairro Conceição foi assassinado com vários tiros de pistola na noite de sábado (16-01-2021), por volta das 21 horas, no bairro Caseb em Feira de Santana.

    Segundo informações da polícia, João Victor transitava pela 4ª Travessa da Rua Paraguai no Caseb, quando foi surpreendido por um homem desconhecido, que sacou a arma da cintura e efetuou vários tiros.

    Policiais do Serviço de Investigação da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), sob o comando do delegado Fabricio Linart, compareceram ao local do crime onde realizaram o levantamento cadavérico e iniciaram as primeiras investigações.


    O corpo de João foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) e feito a necropsia.



  • Submetralhadora e drogas apreendidas em Anguera


    15.01.2021 18h37m
    Recomendar
    Submetralhadora e drogas apreendidas em Anguera
    Foto Divulgação

    Uma submetralhadora e porções de entorpecentes foram apreendidas pela 57ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Santo Estevão), no final da tarde de quinta-feira (14-01-2021), no município de Anguera. Três criminosos acabaram presos em flagrantes.

    Os militares patrulhavam na Avenida Francisco Freitas, quando decidiram abordar dois homens. Com eles foram apreendidas porções de cocaína. A dupla confessou que integra uma quadrilha e levou os PM até um comparsa, no Centro da cidade.

    Chegando no local, o criminoso tentou escapar, mas foi cercado e preso. Com ele foram apreendidos uma submetralhadora calibre 9mm, carregador, munições e pinos de cocaína.

    O trio, arma e drogas foram apresentados na Delegacia Territorial (DT) de Anguera.



  • Suspeito de saidinha bancária é preso no CIA


    15.01.2021 18h33m
    Recomendar
    Suspeito de saidinha bancária é preso no CIA
    Foto Divulgação

    Equipes Departamento de Polícia Metropolitana (Depom) e da 12ª Delegacia Territorial (DT) de Itapuã, cumpriram, na quinta-feira (14-01-2021), o mandado de prisão de um suspeito de envolvimento com roubos na modalidade saidinha bancária, na capital baiana.


    O homem, preso durante buscas em um conjunto habitacional, na região do CIA, em Simões Filho, já vinha sendo investigado pela 12ª DT/Itapuã, por crimes praticados na Avenida Dorival Caymmi.

    Na operação, ainda foram apreendidos dois simulacros de pistola e uma motocicleta Honda CG 160, utilizada nas ações criminosas. O suspeito está à disposição do Poder Judiciário e o resultado da apreensão, deve ser encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica (DPT), onde será periciado.



  • Cinco motivos para confiar nas vacinas contra a Covid-19


    15.01.2021 13h21m
    Recomendar
    Cinco motivos para confiar nas vacinas contra a Covid-19
    Foto Divulgação

    Nathália Ronfini, da Agência Einstein - Após quase um ano de pandemia, o Brasil ultrapassou a marca dos 200 mil mortos pela Covid-19. Nesse cenário, a imunização contra o vírus é cada vez mais urgente. Em todo o mundo, dezenas de vacinas estão sendo desenvolvidas e pelo menos oito delas já passaram pela fase três, a última antes da homologação pelas autoridades, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Mesmo assim, muitos ainda desconfiam da segurança desses imunizantes e pretendem não se vacinar.


    Até o momento, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu duas solicitações de uso emergencial: uma delas para a CoronaVac, produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan; a outra para a vacina Oxford-AstraZeneca, que será distribuída no Brasil pela Fiocruz.


    Contudo, outras vacinas, como as desenvolvidas pelos laboratórios da Pfizer/BioNTech, Janssen, Bharat Biotech, Moderna, Gamaleya, também estão entre as possibilidades consideradas pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacina Contra a Covid-19, do Ministério da Saúde. Segundo aponta imunologista Luiz Vicente Rizzo, diretor superintendente de pesquisa do Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein, o mais provável é que a imunização no País agregue diversas dessas opções para garantir que o máximo de pessoas sejam vacinadas mais rapidamente.
    Saiba os cinco principais motivos pelos quais definitivamente deve-se confiar nas vacinas contra o Covid-19.


    1) As vacinas são seguras


    Nos últimos meses, diversas notícias falsas e sem embasamento científico têm circulado pelas redes sociais a respeito das vacinas contra a Covid-19. Um dos argumentos mais utilizados é que não houve tempo suficiente para se desenvolver imunizantes seguros. No entanto, como explica Luiz Vicente Rizzo, esse um é discurso simplista e que desconhece os esforços mundiais para o combate à doença.


    “Nunca a humanidade lidou com uma pandemia desse porte, então, o combate se tornou nossa maior prioridade coletiva. Diversos laboratórios e centros de pesquisa em todo o mundo concentraram seus esforços para o desenvolvimento de imunizantes contra o Sars-CoV-2. Isso garantiu sucesso em tempo recorde em comparação à criação de todas as vacinas que já existiram até então”, destaca o imunologista, esclarecendo ainda que “a maior parte do tempo para o desenvolvimento de uma vacina é consumido pela longa burocracia das agências reguladoras e pela demora para se conseguir voluntários para cada um dos três estágios necessários para a aprovação de acordo com a OMS. Com a urgência trazida pela Covid-19, todas essas questões foram agilizadas sem comprometimento da segurança”.

    2) As vacinas são eficazes


    Todas as vacinas que passaram pelo estágio três com sucesso, independente da tecnologia que utilizam, são eficazes. Esse percentual precisa se de pelo menos 50%, de acordo com a OMS.


    As duas vacinas sob análise da Anvisa para o uso emergencial apresentam percentuais ainda mais elevados. No Brasil, a CoronaVac apresentou eficácia de 78% contra o vírus e 100% contra casos graves da doença considerando apenas os pacientes que necessitaram de cuidados médicos nessa estatística. Já a eficácia geral da vacina – dado que inclui também os infectados que nos estudos apresentaram sintomas muito leves – é de 50,38%. O imunizante da Oxford-AstraZeneca, por sua vez, teve 73% de eficácia comprovada e mostrou ainda evitar 100% dos casos de hospitalização.


    “Nunca tivemos vacinas tão vigiadas quanto as desenvolvidas para o combate à Covid-19. Todos os estudos sobre eficácia são acompanhados pela comunidade científica. Então, qualquer imunizante abaixo do padrão seria rapidamente questionado e descartado. Além disso, as agências reguladoras em todo o mundo, incluindo a Anvisa, têm sido bastante criteriosas para aprovação, mesmo nesse cenário que exige máxima celeridade”, considera Rizzo.


    E para os que alegam que as vacinas não combatem as novas variantes conhecidas do vírus, Rizzo lembra que estudos preliminares apontaram que a eficácia foi mantida.

    Além disso, o imunologista explica que há dois tipos de tecnologia utilizadas em alguns imunizantes contra o Sars-CoV-2 que permitem uma rápida mudança do agente vacinal sem a necessidade e novos testes. Uma delas é baseada em partículas pseudovirais, conhecidas como VLP (virus like particles), que são moléculas muito semelhantes ao vírus, mas com a vantagem de não serem infecciosas por não conter o material genético viral. A outra utiliza fagos, que são vírus de bactéria muito simples, que podem ser reconstruídos de forma que o sistema imune passe a reconhecê-los como agentes infecciosos sem de fato serem. A simplicidade na estrutura é uma grande vantagem, já que facilita a manipulação genética caso uma cepa desconhecida do Sars-CoV-2 passe a não ser mais combatida pelas atuais vacinas contra A Covid-19. Ou seja, se novas mutações chegarem a comprometer a eficácia, ainda há opções para resolver esse problema.


    3) As vacinas reduzem as chances do surgimento de novas mutações


    Quanto mais o tempo passa sem que as pessoas se vacinem, maiores as chances de que outras mutações de vírus surjam. O comportamento dessas novas variações é imprevisível e pode trazer problemas para toda a humanidade que ainda nem podem ser dimensionados.


    “Gosto de fazer uma analogia para explicar de forma bem palpável esse fenômeno: pense no Sars-CoV-2 como um jogador da Loteria. O prêmio, nesse caso, é mutação que favoreça a proliferação do vírus. Cada pessoa não vacinada é como um bilhete. Com bilhões de apostas disponíveis, é só uma questão de tempo para que surja uma variante ainda mais perigosa. Por isso é tão importante aderir à vacina”, evidencia o imunologista.


    4) As vacinas são fundamentais para o controle da Covid-19


    Em aproximadamente um ano de pandemia, não foram encontradas drogas que comprovadamente curem os pacientes acometidos pela Covid-19. A maneira mais segura e eficiente de controle do vírus é a vacinação. Dessa forma, um maior número de pessoas nem mesmo precisará enfrentar a infecção, e os índices de hospitalização devem cair drasticamente.


    “Essa é a maior pandemia que a humanidade já enfrentou, mas não é a única. Já lidamos com a varíola, que também é um vírus altamente transmissível, e somente a vacina foi capaz de erradicar. O mesmo aconteceu com a H1N1, que hoje faz parte do calendário anual de vacinação. As vacinas são desenvolvidas com sucesso há mais de 200 anos. Podemos confiar nelas”, destaca Rizzo.


    5) Não é apenas uma escolha individual, o futuro da humanidade depende disso


    Vacinar-se ou não pode parecer uma escolha individual, mas essa é uma decisão que afeta a saúde coletiva. Embora as vacinas sejam bastante seguras para a população em geral, num primeiro momento podem não ser indicadas para crianças e gestantes, já que esses grupos ainda não passaram pelos testes clínicos necessários. Além disso, alguns desses imunizantes são contraindicados para pacientes imunodeprimidas. Para que esses grupos ainda não poderão ser imunizados fiquem protegidos, é preciso que o maior número possível de pessoas se vacine o quanto antes.

    “Enquanto a população não for vacinada, o vírus não sairá de circulação. Além dos evidentes problemas de saúde causados direta e indiretamente pela Covid-19, é preciso lembrar das consequências econômicas e sociais dessa pandemia. Essa é a hora de confiar na ciência e entender que o futuro de toda a humanidade depende das vacinas”, finaliza Rizzo.



  • Homem é assassinado com vários tiros no Parque Ipê


    15.01.2021 10h26m
    Recomendar
    Homem é assassinado com vários tiros no Parque Ipê
    Foto Divulgação

    Um homem identificado até o momento pelo prenome de Hebert foi assassinado com vários tiros no início da manhã desta sexta-feira (15-01-2021), por volta das 6h30, na Rua Barão de Macaúbas no conjunto Renascer, no bairro Parque Ipê, em Feira de Santana.

    Segundo informações de testemunhas, a vítima estava próximo de um mercadinho, quando seguia para sua casa foi surpreendido por homens desconhecidos, onde um sacou a arma e deflagrou vários tiros acertando em diversas partes do corpo.

    Hebert não resistiu e morreu no local.
     



  • Três mulheres foram presas transportando drogas para dentro do presidio


    15.01.2021 09h23m
    Recomendar
    Três mulheres foram presas transportando drogas para dentro do presidio
    Foto Divulgação

    Policiais Penais do Serviço Operacional do Conjunto Penal de Feira de Santana, prenderam três mulheres na manhã de quinta-feira (14-01-2021, durante fiscalização no acesso de visitantes na unidade prisional. Elas foram identificadas como: Laiane Lima Santos; Eliene Gama de Siqueira e Ravena Souza de Oliveira.

    Segundo informações da unidade prisional, na manhã desta quinta, policiais penais do serviço operacional, durante a fiscalização no acesso de visitas sociais, identificaram e prenderam em flagrante delito, as três na tentativa de adentrar o Conjunto Penal de Feira de Santana portando substâncias entorpecentes.

    Ainda de acordo com a unidade prisional, após procedimento de revista, com auxílio do Scanner Corporal e, baseado em fundada suspeita pela imagem produzida pelo equipamento eletrônico, as suspeitas foram abordadas pelas Policiais Penais femininas, quando fizeram a retirada dos invólucros alocados em suas cavidades genitais, contendo substâncias entorpecentes, aparentemente maconha e cocaína.


    As visitantes foram presas e o flagrante foi lavrado pelo Delegado de Polícia Civil, David Lopes da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes - DTE. “É válido ressaltar que desde o retorno das visitas sociais no dia 22/10/2020 já foram flagranteadas 13 visitantes na tentativa de adentrar com drogas no presídio regional em Feira de Santana, as quais, agora respondem por tráfico de entorpecentes”, finalizou o Capitão Alan, diretor da unidade prisional.
    .
     



Publicidade
Anuncie Aqui!
Lanche
Loja Point do Iphone
Banner Terreno Pastor João
Banner - Kamila - Grafica
Banner Prefeitura janeiro 2021
Mariana
FBI Investigação
ACC Material de Construção
Banner Cellular Conserto
Banner - Gordo Auto Peças
Banner - Emplacamento
Auto Peças Brasil
Banner - Aula
Auto Escola Trindade
Banner-Governo do estado Covid Final de Ano
Haste
Chinelo
Auto Escola Farol
Banner Positivo
Barracao de fogos
Point Cell
Excel Radiador
Contador
Colégio Intelecto
Loja Langedary
Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Eventos