Banner Governo ESTADO HEC
Contador
Em cima da hora:
GM investe US$ 500 milhões em rival do Uber
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • DHPP está a caça do traficante acusado de matar próprio filho recém-nascido

    Segundo informações da polícia, um recém-nascido morreu no Hospital Municipal da Criança José Eduacy Lins, localizado no bairro Jardim Cruzeiro, em Feira de Santana, nesta quinta-feira (29), após dar entrada naquela unidade hospitalar. A criança apresentava sangramento nasal e não resistiu aos ferimentos


    DHPP está a caça do traficante acusado de matar próprio filho recém-nascido
    Foto Divulgação

    Policiais do Serviço de Investigação da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), que tem o comando do delegado Gustavo Coutinho, estão a procura do traficante identificado como Alan Buarque Santos. Ele é acusado de matar o próprio filho recém-nascido, de apenas um mês, na manhã desta quinta-feira (29-12-16), no interior da residência do mesmo, localizada no bairro Jardim Cruzeiro, Feira de Santana.

    Segundo informações da polícia, um recém-nascido morreu no Hospital Municipal da Criança José Eduacy Lins, localizado no bairro Jardim Cruzeiro, em Feira de Santana, nesta quinta-feira (29), após dar entrada naquela unidade hospitalar. A criança apresentava sangramento nasal e não resistiu aos ferimentos.


    Ainda de acordo com informações, na manhã desta quinta-feira (29), por volta das 07 horas, uma guarnição da 65ª CIPM diligenciou com a finalidade de averiguar uma possível morte de criança recém nascida. Ao chegar no local do fato, os policiais acionaram o DPT e, a partir de denúncias anônimas, encontraram na residência situada na Rua Juazeiro, bairro Jardim Cruzeiro, um Rifle calibre .44 com oito munições intactas, cinco quilos de maconha, 250 gramas de cocaína, duas balanças de precisão, bem como, uma motocicleta Honda CG TITAN preta. 

    A policia contou também que, como principal suspeito do crime contra a criança, aponta-se Alan Buarque (evadiu do local), pai da criança e esposo de Thaynara Souza Santos Aquino, esta última, apontou o companheiro como responsável, afirmando ainda que Alan é traficante.

    As medidas cabíveis e necessárias foram adotadas, sendo a causa morte apontada em futura perícia, a arma de fogo e drogas foram apresentadas na delegacia competente. Testemunhas informaram a Polícia Militar que houve uma discussão entre os pais da criança. A suspeita é que o recém-nascido morreu por asfixia.
     



    Comentários


    31/12/2016 as 10h36m
    secreto escreveu:
    esse demonio vendia banana na frente do ed petropolis so pra tirar de tempo achar um istopo desse tem que matar aos poucos
Publicidade
Anuncie Aqui!
Trayler
Auto Escola Farol
Excel Radiador
Banner - Kamila - Grafica
Banner Positivo
Colégio Intelecto
FBI Investigação
Contador
ACC Material de Construção
Point Cell
Capitão
Auto Peças Brasil
Terminal Rodoviário
Banner Governo ESTADO HEC
Auto Escola Trindade
Haste
Banner Prefeitura - Mobilidade
Mariana
Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Eventos