Contador
Em cima da hora:
GM investe US$ 500 milhões em rival do Uber
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • DHPP está a caça do outro envolvido de matar a pastora

    A tragédia aconteceu na rua São Joaquim, no bairro Pampalona, após uma confusão envolvendo os filhos da pastora e Erisvaldo, que é vizinho da vítima. A delegada Ludmila Vilas Boas disse que já existia uma rixa antiga entre as famílias


    DHPP está a caça do outro envolvido de matar a pastora
    Foto Divulgação

    Policiais do Serviço de Investigação da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Feira de Santana, que tem o comando da delegada interina Ludmila Vilas Boas, estão à procura de Erisvaldo da Silva Almeida, 30 anos, acusado de participação na morte da pastora Norma Lúcia Pereira Daltro Souza, 52 anos, na noite de terça-feira (01-01-19).

    A tragédia aconteceu na rua São Joaquim, no bairro Pampalona, após uma confusão envolvendo os filhos da pastora e Erisvaldo, que é vizinho da vítima. A delegada Ludmila Vilas Boas disse que já existia uma rixa antiga entre as famílias, e que já tinha queixa registrada na 2ª Delegacia e que ficou acirrada com o passar do tempo e que chegou a ir para justiça.

    “Na noite do crime ocorreu mais uma briga e quando a pastora tentou intervir foi atingida com tiros na cabeça, peito e braço. Há informações de que os tiros que atingiram, ela e outras vitima foram disparados por Erisvaldo e também por Adailson Macedo Almeida, qual foi preso em flagrante por uma guarnição da Polícia Militar. Nossas equipes estão nas ruas e há qualquer momento faremos a prisão desse acusado”, explicou Ludmila.

    Entenda o Caso

    A pastora evangélica, Norma Lúcia Renata Daltro Souza, 53 anos, que residia na Rua Joaquim, no bairro Pampalona, em Feira de Santana, foi assassinada com três tiros, na noite de terça-feira (01-01-19), por volta das 19h40, no interior de sua residência, após proteger seus filhos durante uma briga com o vizinho.


    A rixa entre os filhos da pastora e o vizinho era antiga e na noite de terça, iniciou-se mais uma briga, nesse momento, a pastora chegava em casa, após congregar, quando percebeu que os filhos estavam brigando, tentou conter a confusão, mas o vizinho e um comparsa, covardemente deflagraram tiros acertando a cabeça, braço e o peito.
    Norma ainda chegou a ser socorrida para Policlínica do George Américo, mas não resistiu e morreu. Além dela, outras pessoas também foram baleadas e agredidas com cadeiradas e golpes de faca.


    Clarisse da Silva Santos, 30, foi atingida por um tiro na perna direita, Naiara Lopes de Jesus, 28, foi baleada no braço e agredida com uma cadeirada na cabeça, José Agripino Santana Neto, 46, levou uma facada na cabeça, e um dos acusados de disparar os tiros, Adailson Macedo Almeida, 24, foi ferido com uma cadeirada na testa. Todos esses foram socorridos para o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA).
     



Publicidade
Anuncie Aqui!
Banner Governo do Estado
Colégio Intelecto
Mabaço Eletrônicos
Jocell
Advogado Sepúlveda
Point Cell
Banner Governo do Estado
Salão
Spaço Sorriso
FBI Investigação
Minas Ceel e Prime Cell
ACC Material de Construção
Jobope
Mariana
Capitão
Banner - Vozes da terra
Auto Peças Brasil
Auto Escola Farol
Auto Escola Trindade
Terreno Novo 2
Gesso
Hasteg
Centrão
Banner - Kamila - Grafica
Contador
Lelinho Toldos
Bruno do Pega
Trayler
Janio Motos
Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Eventos